Bicicletada/Massa Crítica em Lisboa - Agosto de 2009

Segundo o António Cruz, o João Branco e a Rita Ferreira (nas mailinglists):

A.C.: «Viva!!
A Massa Critica Lisbonense (ou Lisboeta?) foi bastante agradável. Quando cheguei, (quase às 7) o pessoal tava pronto para começar a pedalar. Éramos cerca de 35 a 40 participantes (houve pessoal que se foi embora e outro que foi chegando) e havia 1 patinador.
Por necessidades especiais ao nível do pavimento, o patinador foi sugerindo o caminho a fazer. Passámos pelo Rato e pela assembleia da républica onde tirámos uma foto nas escadarias. Ainda no largo da assembleia da républica alguns dos participantes mais assíduos decidiram dizer algumas palavras (eu incluído) com a finalidade de dar as boas vindas a quem veio pela primeira vez, tentou-se também tentar criar uma onda de participação mais horizontal onde todos são convidados a dar ideias e a participar mais vezes. Falou-se também de uma festa que está a ser preparada para o dia 25 de Setembro (data da próxima MC) com o objectivo de reunir ciclistas e simpatizantes num local central da Lisboa antiga.
Ofereço-me desde já para alojar alguém, de qualquer parte do país, que queira vir no dia 25 de setembro a Lisboa, para participar na maior(?) MC de sempre em Portugal e vir à festa que se anda a preparar por um grupo de pessoas cheias de voluntarismo e boa disposição.
Por fim, fomos em direcção a Belém onde algum pessoal se deliciou com pastéis de Belém... Houve ainda alguns participantes que vieram de volta em conjunto usando a nova ciclovia de Belém ao Cais do Sodré. Tive que me ausentar no final, mas soube que ainda houve um grupo que foi jantar à rua dos bacalhoeiros.
Deixo os votos para que a Massa Critica de Setembro seja a maior de sempre e que todos os 'ciclo-activistas' do país possam vir a Lisboa para participar e festejar de seguida!

Saudações!»

J.B.: «Não posso deixar de fazer notar que o grande factor desta massa crítica ter corrido tão bem foi a presença do patinador, o João.
Com a sua mobilidade extremamente flexível e rápida , conseguia gerir todas as situações complicadas (semáforos, etc.) , e ainda comunicar com transeuntes, automobilistas, e peões a distribuir panfletos.
Distribuímos muitos, e o à vontade e facilidade com que falava com os automobilistas mais "stressados" ajudava a que eles não apitassem etc.
Ainda de notar que houveram bastantes participantes novos, e que havia até duas bicicletas
do Didier.
No final alguns fomos jantar a um restaurante junto à casa dos bicos, no campo das cebolas.
Apesar da ausência do Alex, houve quem tirasse fotos.»

R.F.: «O percurso foi o seguinte: 3 voltas ao Marquês, como habitualmente, subida da Av. Brancaamp, Rato, Rua de São Bento, paragem simpática para fotografia na escadaria da Assembleia (gostei muito da ideia e acho que podíamos enviar para os media, caso tenha ficado bonita, pois deve ser pouco habitual...), Largo do Conde Barão, Av. 24 de Julho, Av da Índia e final nos Pastéis de Belém. Saímos por volta das 18h 55m e terminámos cerca das 20h 20m, creio. Gostei, éramos cerca de 40 pessoas, mas como não as contei, talvez alguém tenha um número mais exacto para dar...

O percurso que sugeri teve bom acolhimento e pode ser que se faça na próxima massa crítica.»

Bicicletada/Massa Crítica em Coimbra * Agosto de 2009

Fomos apenas 3 (com 2 participantes habituais e um estreante); foi interessante porque vimos durante a espera para se iniciar a MC e no decorrer desta  vários ciclistas (cerca de 2 dezenas) quando há alguns anos apenas se observava 1 ciclista por semana na Baixa de Coimbra, no máximo!.. Vimos pessoas a andar de bicicleta por virem do trabalho, por turismo\lazer e até 2 polícias ciclistas! O que faz lembrar que o que é importante é que se ande de bicicleta e, melhor ainda, que se ande todos os dias de bicicleta (e se festeje uma vez por mês nas MC´s).

Fomos só 3 é verdade mas, proporcionalmente e pensando que Coimbra é uma cidade com cerca de 100 000 habitantes e Lisboa tem cerca de 10 vezes mais população e a MC de Lisboa teve, em Agosto, cerca de 40 participantes, acaba por ser parecido... ;)

Seja como for distribuímos algumas dezenas de folhetos a divulgar as MC´s e a apelar aos jovens para irem para a escola de bicicleta!

Para o próximo mês há mais!

 

Carris: Bike Bus

http://www.carris.pt/pt/bike-bus/

Lisboa é uma cidade que convida à sua descoberta. Para que possa deslocar-se com toda a comodidade e conforto a CARRIS desenvolveu o serviço Bike Bus, sem qualquer encargo adicional para os Clientes.  Aos Sábados, Domingos e Feriados, as bicicletas podem andar em quatro carreiras com autocarros preparados para o seu transporte. Assim até apetece mais sair de casa com a bicicleta e ir até onde a CARRIS e a vontade de pedalar o levarem. 
Carreiras:
21 - Saldanha - Moscavide Centro (Disponível a partir de Agosto 2009)
24 - Alcântara - Pontinha
25 - Estação do Oriente – Prior Velho
31 - Av. José Malhoa - Moscavide Centro (Disponível a partir de Agosto 2009)
708 - Martim Moniz – Parque das Nações
723 - Desterro - Algés
Horário de Funcionamento:
A partir de Agosto de 2009 este serviço funciona 7 dias por semana, no horário específico de cada carreira.
Procedimentos:
1 – Entre no autocarro Bike Bus com a sua bicicleta pela porta de saída do veículo
2 – Fixe a bicicleta na braçadeira de velcro antes do veículo iniciar a viagem
3 - Valide o seu título de transporte nos validadores existentes no interior do veículo

Bicicletada/Massa Crítica no Porto - Julho de 2009

Olá!

Julho trouxe um novo recorde! 22 ciclistas à partida dos Leões :)

Reflexões: temos de estruturar melhor o percurso à saída, pois quanto mais os participantes, maior a probabilidade de haver confusão (perdemos alguns por causa disso).

Fotos:

Até ao próximo mês!

Bicicletada/Massa Crítica em Lisboa - Julho de 2009

Várias fotos AQUI

Por João Branco na Mailinglist de Lisboa(Bicicletada_Lx):  «A de Lisboa contava, ao início, com cerca 50 pessoas, que se foram juntando no Parque Eduardo VII desde as 18:00 às 19:15, quando partimos.
Nessa altura, apareceu um ciclista com reboque, inglês, que andava há 3 meses a pedalar com 160 kgs de bagagem!!! Apesar de não ter participado, trocou umas palavras com participantes que lhe indicaram o caminho para Tróia.
Havia cerca de 10 participantes novos , dois dos quais com menos de 12 anos.
A presença das fixies começa a sentir-se (neste caso com um participante).
A falta de uma voz carismática como a do Marcos (que costuma dar a partida) fez com que só partíssemos pelas 19:15 , sem percurso definido. Isto veio a revelar-se problemático, porque na zona de Entrecampos alguns elementos decidiram parar para falar com um jornalista/fotógrafo o que gerou alguma confusão porque ninguém sabia bem o que era para fazer. Em consequência desta paragem chegou um xôpolícia a dizer que estávamos a empatar o trânsito.
O que me leva à seguinte reflexão:
Um carro é um veículo tão pastelão e empata tanto, que quando está parado no trânsito ninguém se espanta.
A bicicleta é tão fluída, tão despachada, que basta ver-se algumas paradas para até a polícia estranhar :)
Lição aprendida: o percurso tem que ser bem definido à partida, [ e "não vale" parar para falar com jornalistas :) ]
Depois da apreensão seguimos para a Quinta das Conchas.
Recebemos muitas palavras simpáticas, incluindo uma camioneta turísitca, que já só levava os guias e o condutor, que ainda trauteou os Queen "bicycle, bicycle ... "
Uma senhora veio dizer-me "força pessoal pode ser que consigam as vossas ciclovias! "  :) Improvisei " mas não nos quer ver longe de si, pois não ?"
Infelizmente, mais de metade da malta decidiu abandonar a MC pelo caminho. Acho que uma boa definição de percurso agradável, que permita trocas de impressões pelo caminho, bem como a manutenção de um "pelotão" coeso, em suma, uma melhor organização com vista a maior diversão dos participantes poderá melhorar experiÊncias futuras.
Ao final, na quinta das conchas (um parque muito engraçado que eu não conhecia), chegámos cerca de 20, e  tivemos direito a convívio com cerveja trazida até às bicicletas!
Não houve foto-reportagem ao estilo que nos habituou o Alex (uma ausência nesta MC), mas vi que alguns participantes tiraram uma foto aqui e ali (que seria excelente se pudessem disponibilizar). Um participante novo, o Diogo, ofereceu-se para fazer foto-reportagens das próximas.
Em suma, nada mal para uma MC de Julho.»

Bicicletada/Massa Crítica em Coimbra * Julho de 2009

Fomos 6 e distribuimos várias dezenas de folhetos da MC; depois fomos até ao Choupal para respirar ar puro,

tomar uma bebida e pôr a conversa em dia... :)

 

Novo projecto colaborativo: Velocípedes e a Multimodalidade em Portugal

Chateia-me solenemente não poder viajar de bicicleta pelo país em regime de co-modalidade com o comboio. Parece-me uma combinação perfeita mas a CP parece viver na Idade das Trevas e não consegue ver o potencial da coisa. Por isso há que fazer lobby para que esse potencial seja percebido e explorado, servindo assim os ciclistas, um grupo actualmente desprezado nas ligações de longo curso, e apenas tolerado nas urbanas.

Ora, para fazer lobby temos que saber do que raio estamos a falar, pelo que a compilação do estado actual de coisas deverá ser, a meu ver o primeiro passo. Como tal, perdi umas horas valentes a dar o pontapé de saída disto:

Velocípedes e a Multimodalidade em Portugal

Não respeita apenas às bicicletas & comboios, mas tem a ambição de incluir todos os meios e operadores de transporte (epá, se é pra fazer, aim for great! :-P). Comecei com a CP.

Bicicletada/Massa Crítica em Lisboa - Junho de 2009

Mais uma massa critica com uma adesão simpática, com um máximo de 58 ciclistas, e com caras novas como sempre.

O percurso foi este. Saímos do Marquês, Rato -> Estrela-> Alcântara e depois fizemos o rio todo até à Alfama, com paragem no Jardim da Estrela e no Terreiro do Paço para descansar e tirar umas fotos.

Fotos tiradas do Blog do Alexandre Aparis. Resto das fotos aqui.

Bicicletada/Massa Crítica no Porto - Junho de 2009

20 Participantes!!

Não tenho a certeza mas este poderá ter sido um recorde para a Massa Crítica do Porto!

Com bastantes caras novas, saímos uma vez mais da Praça dos Leões (ainda não estavamos os 20) e rumamos, como já vem sendo costume, até à Casa da Música. Aí seguiu-se um pequeno momento de descanso para se recuperar o folego e por a conversa em dia, e posteriormente pedalamos novamente para o ponto inicial.

Pelo caminho é claro que se vão distribuindo panfletos para dar a conhecer a mais pessoas o que é a bicicletada, e também o porquê de andar de bicicleta na cidade.

Parabens a todos os que participaram e espero que apareçam no próximo mês :)

Algumas fotografias:



Bicicletada/Massa Crítica em Aveiro - Junho de 2009

Desta vez fomos um grupo de 10 ciclistas :-)

Aqui estávamos numa zona calma, no Canal de S.Roque, com ciclovia e via pedonal:

E aqui estavamos na EN109 ("Variante") em que os carros ultrapassam frequentemente os 70km/h. É preciso coragem para circular em segurança nesta zona:

No final paramos na Forca-Vouga e houve um debate. No geral estamos todos descontentes com a falta de condições para circular de bicicleta, com segurança, na cidade de Aveiro.

Conteúdo sindicado