Blogues

Bicicletas para ir para o trabalho (Inglaterra)...Isentas de imposto

http://www.cyclescheme.co.uk/

Cyclescheme is the UK's number one provider of tax-free bikes for the Government's Cycle to Work initiative. It's a brilliant programme where everyone wins - employees make big savings on new bikes, employers get a healthier workforce and save money too! Cyclescheme has a great track record in helping employers of all sizes to set up and run successful Cycle to Work schemes. Our innovative online system is simple to use, and we have decades of industry experience and a vast supplier network of over 1,400 independent bike shops.

Mais...:

Cycle Commuter magazine

Revista em PDF (download gratuito!)

http://www.cyclescheme.co.uk/pdf/cc3-lo.pdf (Inverno de 2009)

A história da minha nova bicicleta fixie Órbita Salutar

Eu moro em Águeda, terra onde já existiu uma forte indústria de produção de bicicletas. Cresci a ver as bicicletas pasteleiras e as de estrada, nunca tive dinheiro para comprar uma. Fartei-me de andar na bicicleta da minha avó (que não tinha mudanças) e fiz-lhes muitos recados, carreguei muitas cargas na bicicleta dela.

Passei o último ano e meio a ir diariamente de bicicleta para o trabalho, transportando-me a mim e a ela no comboio. Não foi fácil, não é nada fácil ser-se diferente, e trabalhar num gabinete de desenvolvimento de engenharia electrónica (desenvolvendo produtos para a industria automóvel) e ir de bicicleta para o trabalho.

Comprei uma bicicleta de estrada há uns meses atrás, passei a gostar muito desse tipo de bicicletas. Cada vez mais fiquei com vontade de ter uma igual às que vi na minha adolescência mas que não conseguia comprar. Por azar (ou sorte?), no Bicycle Film Festival em Lisboa, de há um mês atrás, roubaram-me a bicicleta de estrada - tinha de arranjar outra bicicleta de estrada, foi então que vi a oportunidade de arranjar uma fixed. Passei nas lojas de bicicletas e só vi das de estrada com linhas recentes, quadros grossos de alumínio ou de carbono, cheias de cores e letras, nada como eu gosto.

Já há uns meses que vinha a falar com o Haroman, para me ajudar a montar uma fixed. Após várias conversas, decidi comprar uma bicicleta Órbita que ele tinha lá na garagem:

Transporte de Alimento do Comerciante Para Casa

Anualmente, nos EUA, mais de metade das 2,4 toneladas de alimentos e produtos alimentares produzidos por pessoa é dada ao gado; parte perde-se ao ser transformada. Deste modo, a quantidade efectivamente consumida por pessoa anda por 700 Kg (USDA, 1976b).

A fim de calcular a energia requerida para transportar 700Kg de alimentos do comerciante para o domicílio, necessita-se de informação sobre a dimensão da família, o número de idas à loja, a distância e o veículo usado.

Considerando a família média de 2,5 pessoas, a quantidade total de alimento levada da loja para a casa anda por 1500 Kg. O número de deslocações à loja é de 2,26 por semana (Dietrich, 1875), e o peso transportado em cada uma é de 1,5 Kg. A distância média entre o supermercado e o domicílio estima-se em  2,4 Km, ou seja uma viagem de 4,8 Km.

Os homens de negócios que viajam de bicicleta

por Tanya Mohn, Publicado em 26 de Outubro de 2009

Por motivos de saúde, ecológicos ou financeiros, cada vez mais americanos vão para o trabalho a pedalar. Alguns até em viagem usam a bicicleta

http://www.ionline.pt/conteudo/29638-os-homens-negocios-que-viajam-bicicleta

Site da Massa Crítica/Bicicletada continua a crescer - 10.000 visitas nos últimos 30 dias

O site da MC tem cada vez mais visitas :-)

Se pesquisarmos por bicicleta no google, o site aparece no 5º lugar! Bem à frente de outros sites mais conhecidos do BTT e etc.

Nos últimos 30 dias tivemos perto de 10.000 visitas, uma média de 330 visitas diárias. O Bicycle Filme Festival acabou por gerar tráfego adicional :-)

Imagem dos acessos ao site desde o início de ano:

Imagem dos acessos ao site nos últimos 30 dias:

Acção 350 no Porto

O GAIA, no Porto, organizou uma acção simbolica no dia 23, com uma bicicletada especial. Queremos respirar um ar mais puro. Os níveis de CO2 na atmosfera estão a debilitar o planeta e o nosso bem estar e qualidade de vida.

Esta acção está inserida no contexto do movimento internacional 350, http://www.350.org/

A bicicleta foi o meio escolhido para alertar para as questões das alterações climáticas porque é uma das alternativas de transporte não poluentes, já que os carros são dos maiores contribuidores para o aumento da concentração de CO2.
A chuva não impediu os ciclistas, que começaram por concentrar-se nos leões a partir das 18h. As 18h30 partiram e no fim parou-se na praça D.João I onde, com as bicicletas, desenhou-se o numero 350!


Parto feliz: é um monociclo!

Texto Interessante

http://www.slate.com/id/2232555/

Stop Means Stop
How do we get bikers to obey traffic laws?
By Christopher Beam
Posted Friday, Oct. 16, 2009, at 12:44 PM ET

Conteúdo sindicado